Vida UrbanaPOR PONTO URBANOPUBLICADO EM 22/03/2018

Perdendo o sono?

Quem já perdeu o sono no meio da madrugada e não conseguiu voltar a dormir de jeito nenhum sabe a angústia que esse momento causa. Uma pesquisa divulgada pela Accountemps, empresa americana especializada em Recursos Humanos, revelou que 44% dos empreendedores entrevistados afirmaram que perdem o sono pensando em trabalho "muito frequentemente" ou "com frequência"; outros 43% disseram que isso acontece com pouca frequência e apenas 13% disseram que isso nunca aconteceu. Nos corredores ou no café das unidades da Ponto Urbano, nossos coworkers às vezes reclamam disso - vida de empreendedor… Mas para os negócios, esse estresse em excesso que prejudica até o descanso é uma pedra no caminho.

Segundo Salomão Carui, médico otorrinolaringologia especialista em Medicina do Sono e Membro do corpo clínico-cirúrgico do Hospital Israelita Albert Einstein, ter uma boa noite de sono é primordial para que o corpo descanse e recupere as energias para o dia seguinte, pois quando dormimos pouco, o corpo tende a apresentar sinais de cansaço, falta de atenção, estresse e até mesmo doenças, já que a falta de sono é também a porta de entrada para vírus e bactérias que ocasionam gripes e resfriados, por exemplo. E afirma: para as pessoas que trabalham, a privação do sono é ainda mais prejudicial, pois deixa o indivíduo desatento, estressado e, muitas vezes, cansado e desmotivado.

“O sono promove uma diferença imensa na produtividade dentro do ambiente de trabalho. Não dormir ou não ter uma noite de sono tranquila faz com que a atenção seja desviada frequentemente, o que torna mais difícil evitar interrupções. Além de tudo, a falta de sono faz com que o indivíduo não consiga se manter alerta e atento, o que, consequentemente, pode promover a desmotivação no ambiente de trabalho. Sono e produtividade no trabalho andam juntos, já que dormir bem aumenta a capacidade mental e, dessa forma, a produtividade também aumenta. Quanto à disposição, dormir bem reduz a fadiga e melhora o desempenho nas atividades diárias”, explica o médico.

Para ajudar você na missão de melhorar a qualidade de sua noite, o especialista lista atitudes da chamada higiene do sono - que deve ser praticada diariamente, assim como as higienes orais ou do corpo:

  • Deite-se apenas para dormir quando estiver com sono. Embora você costume ir para a cama na mesma hora sempre, se um dia nessa hora você não tem sono, não se deite, pois tudo que você vai fazer é continuar a ativar o cérebro revendo o dia, planejando o próximo ou se preocupando.
     
  • De um modo semelhante, não fique na cama sem dormir mais de 15-20 minutos. Se você não está conseguindo dormindo, levante um pouco e relaxe. Talvez fazer uma caminhada ao redor da casa pode ajudar a dormir.
     
  • Evite dormir durante o dia. O famoso cochilo depois do almoço vai te dar energia para se manter durante a noite. Se você precisar de uma soneca, que seja por uns 20 minutos e nunca a tarde toda.
     
  • Use cama e quarto apenas para dormir e namorar. Temos que acostumar o nosso cérebro a identificar a cama com o sono. Portanto, estabeleça um conjunto de comportamentos relacionados com o sono, que apontam o ato de dormir: escovar os dentes, ler ou ver algo (melhor fora do quarto), preparar a roupa do dia seguinte.
     
  • Não tome substâncias estimulantes antes de dormir: café, coca-cola, chá, álcool ou  tabaco, entre outras.
     
  • Se estiver com fome antes de dormir, tome um pouco de leite ou uma infusão relaxante. Nada de chocolate.
     
  • Não faça exercícios físicos ou uma grande refeição à noite, pois isso mantém seu metabolismo ativo. O exercício vai ajudá-lo a dormir, mas procure fazer pelo menos 2 horas antes de deitar.
     
  • Não leia em tablets ou celulares na cama. A luz brilhante dificulta o sono.
     
  • Mantenha o quarto pronto para dormir. Um ambiente descontraído facilita o sono. Sem demasiada luz, temperatura agradável, sem muito barulho, tente tê-lo em ordem quando você vai dormir.
     
  • Anote suas preocupações em um notebook ou celular. É uma forma de exteriorizar, para que no dia seguinte você volte a se preocupar com isso.
     
  • Acorde durante a luz do sol. Os ritmos circadianos vão te agradecer.

 

Palavra de empreendedor

Paola Breder, idealizadora e fundadora do Ela Faz Melhor.

“No início, a escolha de um nome que expressasse a missão do projeto me tirou muitas noites de sono. Tem que ser curto, claro, objetivo. E foi após alguns minutos de sono que veio o nome que abrangeu todo o projeto: Ela Faz Melhor, e faz porque faz também para quem necessita de ajuda,  ela doa o melhor dela”.

 

Ciranda de Morais, Fundadora da She’sTech.

“As fases de decisões estratégicas são momentos delicados que já me tiraram o sono.”

 

Raquel Molina, CEO da Futuriste Drones

“O que me fez muitas vezes perder o sono pensando em trabalho foi ter diversos tipos de oportunidades de novos projetos de Drones para desenvolver na Futuriste e não conseguir fazer todos. Aquela sensação de que você gostaria de fazer antes que lancem, de que são oportunidades únicas, mas que, por conta do seu foco, você não consegue atuar. Apesar da angústia, é primordial ter foco para ter profissionalismo e qualidade nos produtos e serviços já oferecidos hoje”.

 

Enquanto você dorme...

“O sono é uma função do organismo que promove a manutenção da saúde do corpo e da mente. Por isso, ele é fundamental para o desenvolvimento normal do cérebro e, assim, atua também na capacidade, no aprendizado e no processo de fortalecimento da memória. Quando dormimos, os batimentos cardíacos ficam mais lentos e, consequentemente, relaxam e melhoram o fluxo sanguíneo. Também é durante a noite que ocorre a regeneração muscular e a produção de alguns hormônios que desempenham papéis essenciais no funcionamento do organismo como, por exemplo, a leptina - capaz de controlar a sensação de saciedade; o GH - hormônio responsável pelo crescimento; e a serotonina - hormônio responsável pelo prazer. A longo prazo, a falta de sono compromete drasticamente a saúde. Durante a primeira fase do sono profundo, acontece o pico de produção do hormônio de crescimento, aproximadamente meia hora após a pessoa dormir. Ele ajuda a manter o tônus muscular, melhora o desempenho físico, evita o acúmulo de gordura e, ainda por cima, combate a osteoporose. Além disso, as pessoas que costumam dormir pouco têm menor quantidade de glicose no sangue e quem sofre de insônia ou costuma acordar muitas vezes durante a noite tende a ficar mais estressado e ter alterações de humor”, explica Carui.