CoworkingPOR PONTO URBANOPUBLICADO EM 12/09/2017

Pausas estratégicas para a sua produtividade

Concentração e criatividade precisam de tempo livre para funcionarem bem!

No meio de um universo em expansão de dados, planilhas, estudos de mercado, métricas e resultados, estão as notificações sem fim do seu celular, as redes sociais chamando, as mensagens de grupos no whatsapp chegando a todo momento e aquela sensação crescente de que o mundo não pode esperar nem um segundo pela sua resposta àquela questão nem um pouco urgente, mas que faz piscar aquela luz no seu visor e logo acende também a ansiedade de não ser aquela pessoa que deixa os dois tracinhos azuis sem retorno.

Informações chegam por todos os canais e a tecnologia, que deveria ser nossa aliada na redução do tempo de tarefas, na verdade adicionou mais atividades infindáveis à nossa rotina. O trabalho continua ali, mas você é interrompido tantas vezes que o dia passa e você termina o expediente com a sensação de que fez basicamente nada. Identifica-se? Pois saiba que você não está sozinho. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2015, mais de 18 milhões de brasileiros viviam com algum transtorno de ansiedade em 2015 e quase 12 milhões apresentavam quadros de depressão no nosso país. Isso equivale a 5.8% da população brasileira. 

Organização do tempo

Com o acúmulo de tarefas, o que era importante vira urgente, o que era urgente ganha status de atrasado e a consequência disso são profissionais sobrecarregados, estressados e com baixo rendimento. Por isso, a organização do tempo passa também pela estratégia de realizar pausas entre uma tarefa e outra. Experimente seguir as dicas a seguir e note que o simples fato de você saber que terá tempo para conferir seu e-mail pessoal ou as redes sociais vai tirar sua ansiedade e melhorar sua concentração. Acredite: o mundo pode esperar 45 minutos. =)

 

Torne a pausa uma recompensa

Se você já tentou praticar meditação alguma vez na vida, vai se identificar com a dificuldade que nosso cérebro tem em se concentrar em um pensamento só ou como é complexo o processo de concentrar-se apenas em sua respiração.

Quando estamos trabalhando, é parecido: sabemos o que é preciso ser feito, mas nossa concentração pode ser falha, gerando a tão conhecida procrastinação. Por isso, a pausa programada, que tenha até mesmo recompensas, fará automaticamente você se sentir mais energia e motivação para finalizar aquela tarefa.

Algo que costuma funcionar bem é dar-se prazos apertados para concluir uma pequena etapa de um projeto, recompensando-se com a pausa e algum prazer - pode ser o café na área comum do coworking com um colega interessante, um bom alongamento, um vídeo que você queira ver, alguns minutos de algum jogo ou, se for possível, tire um rápido cochilo ou saia para fazer alguma atividade física.

E aí, no restante do tempo de trabalho, desligue a notificação do celular, resista à tentação de checar o e-mail ou as redes sociais, evite atender ao telefone.

 

Teste sua régua

Ninguém é igual. Existem vários tipos de métodos que indicam de 25 a 90 minutos de trabalho corrido, para então realizar uma pausa de 5 a 20 minutos, mas a verdade é que só você pode conhecer o que funciona da melhor forma para si mesmo. Experimente e avalie a sua melhor divisão de blocos de trabalho e descanso.

 

Exercite seu cérebro

Se você não dá ao seu cérebro os devidos estímulos, ele vai ficar preguiçoso, vai parar de aprender, esquecer das coisas e levar mais tempo para raciocinar. Ter disciplina exige preparo - não é fácil dizer não ao seus desejos de procrastinar; é mais difícil ainda conseguir voltar rapidamente ao seu foco inicial. Para ajudar o cérebro, além dos blocos de trabalho e das pausas, é importante ganhar as rédeas do seu pensamento.

A meditação funciona muito bem na melhora da concentração e pode ser praticada também nos seus  momentos de pausa programada, caso você goste da ideia. Cinco minutos por dia fazem muita diferença e há diversos métodos para serem testados até encontrar um que seja adequado para seu estilo. Experimente um aplicativo bem interessante chamado Insight Timer. Ao ligar o cronômetro, ele conecta você com pessoas do mundo todo meditando ao mesmo tempo, e também traz várias meditações guiadas para quem ainda é iniciante.

 

Cuide do seu corpo

Aquele incômodo nas costas ou nas pernas, a dor de cabeça, o punho dolorido ou qualquer outra dor física podem ser fatais para a sua concentração. Mexer-se, alongar-se e fortalecer os músculos é fundamental para que seu corpo esteja bem preparado para a maratona de trabalho mental de todos os dias. Um exercício físico como a musculação, feito com foco em fortalecimento e mobilidade, pode ajudar muito você a se manter produtivo. 

As pausas no meio do dia podem ser estratégicas também neste sentido: ao caminhar e ativar a circulação, seu cérebro se beneficia da oxigenação e renova as energias. Procure um profissional de sua confiança para orientar você.

Outro fator importante é a alimentação: refeições pesadas ou muito doces geralmente dão sono e atrapalham a sua concentração. Cuide do que você ingere e preste atenção ao que causa algum tipo de desconforto, para que possa evitar estes alimentos em dias importantes.

 

E você, tem alguma preferência especial ou técnica pessoal para trabalhar bem as pausas no dia a dia? Conta pra gente por e-mail ou aqui nos comentários.

Até a próxima!