CoworkingPOR PONTO URBANOPUBLICADO EM 26/09/2017

Dica de leitura PU

5 livros que todo empreendedor deve ler (escolha um e leia antes do ano terminar!)

Todo mundo deve se lembrar de quando era criança e escutava professores ou pais insistindo que a leitura era algo muito importante para você. O momento de começar a ler e descobrir o mundo das letras é algo que muitas pessoas levam como lembrança por toda a vida, de tão poderosa que essa habilidade é para nossas vidas.

Além de nos abrir para um mundo novo e diferente de histórias fantásticas, reais, biografias e facilitar nossa vida com o então possível entendimento de placas, rótulos, bulas, contratos e outros documentos importantes de nosso dia a dia, a ciência já provou que ler é ótimo para o cérebro.

Os motivos são vários. Ler estimula as conexões neurais, o que garante ao cérebro mais rapidez de raciocínio lógico, memória e concentração, e melhora sua capacidade de aprender outros idiomas, por exemplo.

Com a leitura, também vem a facilidade de escrever e o aumento natural do seu repertório de causos - o que certamente dá aquela força na sua criatividade. Entrando em contato com outras histórias e opiniões, você se vê perguntando mais, analisando mais, posicionando-se com mais empatia no mundo e ampliando seu senso crítico. Ora, se não é exatamente o caminho que leva às inovações mais disruptivas!

Além de tudo isso, um estudo de uma universidade de Chicago também constatou que ler reduz em até 30% a perda de agilidade no funcionamento cerebral que vem com a velhice.

Já deu pra entender porque você deve se esforçar para seguir o velho conselho e começar a ler mais, certo? Deixamos aqui cinco dicas de títulos para inspirar sua caminhada como empreendedor.

O Que É Meu É Seu - Como o Consumo Colaborativo Vai Mudar o Nosso Mundo, de Rachel Botsman e Roo Rogers (Bookman): inspirado na filosofia do compartilhamento de sites como Wikipedia, Twitter e Flickr e mercados de trocas já bem conhecidos como eBay e Craigslist, o consumo colaborativo promove o surgimento de redes de empréstimos, de compartilhamento de automóveis, e até de aluguel de uma cama em um apartamento. Botsman e Rogers mostram como estamos economizando dinheiro, tempo, espaço, levando as pessoas a construir relações mais próximas e a passar de consumidores passivos a colaboradores ativos. E ganhando dinheiro com isso.

Execução - A Disciplina Para Atingir Resultados, de Ram Charan e Larry Bossidy (AltaBooks): Este é um livro sobre como fechar a lacuna entre os resultados prometidos e os alcançados. Realizações bem-sucedidas resultaram da prática voltada para a execução: unir pessoas, estratégia e operações - os três processos-chave de cada negócio. Liderar esses processos é o verdadeiro trabalho da gerência - não apenas formular uma 'visão', deixando a tarefa de torná-la realidade para os outros. Bossidy e Charan revelam a importância do total e profundo envolvimento em uma organização e explicam por que um diálogo consistente sobre pessoas, estratégias e operações gera uma empresa baseada em honestidade e realismo.

O Dilema da Inovação - Quando As Novas Tecnologias Levam Empresas Ao Fracasso, de Clayton M. Christensen (M. Books): Este livro assume a posição radical de que grandes empresas fracassam exatamente porque fazem tudo certo. Ele demonstra por que boas empresas, mesmo mantendo sua antena competitiva ligada, ouvindo os clientes e investindo agressivamente em novas tecnologias, perderam sua liderança no mercado quando se confrontaram com mudanças tecnológicas de ruptura e incrementais na estrutura do mercado. E conta como evitar um destino semelhante. Usando as lições de sucesso e fracasso de companhias líderes, 'O Dilema da Inovação' apresenta um conjunto de regras para capitalizar o fenômeno da inovação de ruptura/incremental. Estes princípios ajudarão os administradores a determinar quando é certo não ouvir os clientes, quando investir no desenvolvimento de produtos com menor desempenho que prometem margens menores e quando buscar mercados menores às custas daqueles aparentemente maiores e mais lucrativos. Muitas empresas – sejam de bens de consumo ou serviço, tecnologia de ponta ou não, ou competidores que atuam em ambientes corporativos de mudanças rápidas ou de evolução lenta – enfrentam agora o dilema da inovação. Manter-se próximo do cliente é imprescindível para o sucesso, mas o crescimento e o lucro de longo prazo frequentemente dependem de uma fórmula de gestão muito diferente. Este livro ajudará os administradores a antever as mudanças com que poderão se deparar e como responder para alcançar o sucesso.

O Lado Difícil Das Situações Difíceis: Como Construir Um Negócio Quando Não Existem Respostas Pronta, de Ben Horowitz (Wmf Martins Fontes): Em O lado difícil das situações difíceis, Ben Horowitz, um dos empreendedores mais respeitados e experientes do Vale do Silício, conta a história de como ele mesmo fundou, dirigiu, vendeu, comprou, geriu e investiu em empresas de tecnologia, oferecendo conselhos essenciais e normas de sabedoria prática para ajudar os empreendedores a resolver os problemas mais difíceis - aqueles de que as faculdades de administração não tratam. Seu blogue alcançou um público dedicado de milhões de leitores, que passaram a confiar no autor para ajudá-los a gerir suas próprias empresas. Horowitz, grande fã de rap, ilustra as lições empresariais com letras de suas músicas favoritas e fala a verdade nua e crua sobre os assuntos mais espinhosos, desde como demitir um amigo até saber o melhor momento para vender a empresa.

Rápido e Devagar - Duas Formas de Pensar, de Daniel Kahneman (Objetiva): O vencedor do Nobel de Economia Daniel Kahneman nos mostra as formas que controlam a nossa mente em Rápido e devagar, as duas formas de pensar: o pensamento rápido, intuitivo e emocional e o devagar, lógico e ponderado. Daniel nos mostra a capacidade do pensamento rápido, sua influência persuasiva em nossas decisões e até onde podemos ou não confiar nele. O entendimento do funcionamento dessas duas formas de pensar pode ajudar em nossas decisões pessoais e profissionais.

Viver Em Paz Para Morrer Em Paz - Se Você Não Existisse, Que Falta Faria?, de Mario Sergio Cortella (Planeta do Brasil): Se você não existisse, que falta faria? Para responder à essa pergunta, o filósofo e escritor Mario Sergio Cortella discute o que é importante nessa vida. Não é ser famoso e nem acumular coisas e propriedades, em uma obsessão consumista. Importante é ser importante para alguém, ou seja, fazer falta para alguém. Como? Neste livro, Cortella aponta alguns caminhos e nos faz pensar sobre as razões da existência.